Força!

Ó Senhor, força da minha salvação, Tú me protegeste a cabeça no dia da batalha. Salmos 140:7


“É bem melhor construir do zero, do que reformar algo já feito”


Já disse nos posts anteriores que estava fazendo uma reforma pequena em meu apartamento. E sinceramente, creio que vale bem o provérbio popular de que “é bem melhor construir do zero, do que reformar algo já feito” porque o trabalho é bem árduo.


E mesmo eu não estar sozinha neste negócio, pois meu marido é quem financia, (risos), porém a parte administrativa eu tenho que estar à frente.


Houveram casos em que foi pedido um orçamento de todos os materiais que fossem gastos, e quando estavam no meio do serviço, o trabalhador me dizia precisar de mais 2 sacos de argamassa, ou de mais outro tanto de determinado material que antes ja estava na lista, enfim, eu tinha que me virar e arrumar o material, senão a obra paralisava.


Numa dessas experiências , eu tive que retornar à loja onde eu havia comprado o material pedindo que pudesse trocar determinado produto que estava intacto, por outro, por eu não ter gostado do resultado... (nota: eu havia comprado um número maior de peças desse mesmo produto)


Logo na entrada da loja avistei a mesma vendedora que havia me atendido na primeira vez que lá estive, e percebi a comunicação dela com um outro jovem, dizendo a ele que não era pra aceitar devolução...


Enfim, eu não fui devolver, eu fui trocar, mas, não me atenderam bem, com exceção do rapaz que me recebeu muito bem e tentou fazer de tudo para que pudesse haver a troca, e depois de negado o pedido por seu chefe, eu mostrei a ele uma nota fiscal da primeira compra feita, mostrando um número razoável do valor da compra feita nessa loja (de múltiplos materiais) e disse que não seria esse um motivo de que ele pudesse realizar a troca, uma vez que foi feito um gasto bem significativo. Assim que mostrei, ele logo foi no chefe que liberou a troca, com a condição de pagar a diferença pelo outro produto pois o valor era maior em questão de centavos.


Finalmente, saí da loja com a troca efetivada, mas fiquei aborrecida pela forma em que tratam o consumidor aqui no Brasil.


No exterior, especificamente nos EUA, onde já morei, em qualquer lugar que você faça uma compra você é valorizado e se quiser fazer sua devolução, eles devolvem seu dinheiro automaticamente, ou efetuam a troca, sem tantas explicações.


Essa semana tive que enfrentar essa mesma loja por me vender um produto de baixa qualidade e já de imediato antes de sair, pedia a Deus pra me orientar e me ajudar nas falas, pois ultimamente, tenho tentado de tudo para não me aborrecer por questões políticas, e injustiças e quanto mais peço pra não me envolver, parece que isso acaba me atraindo...


Já de imediato tive problema com um UBER que havia pedido pra me levar e se negou por eu carregar uma peça de madeira (alisar) e não queria que levasse no carro, e mesmo eu dizendo a ele que ok, se ele não quisesse me levar, que poderia cancelar.


Acontece que ele cancelou a corrida e descontou o valor como se eu tivesse feito a corrida... Enfim,me aborreci, e juntando o fato de estar sozinha, pensei ser o problema de eu ser mulher e estar sozinha, e os homens (alguns) se aproveitam desse momento de certa fragilidade, para nos inibir e tirar vantagem, nos tratando mal, ou nos vendendo produtos de qualquer jeito ou de baixa qualidade.


Subi para o apartamento e pedi minha filha, pois estava na hora com os nervos à flor da pele para requerer o valor cobrado, no aplicativo, o que logo foi feito.


Eu respirei fundo, e pensei... “acho que preciso falar com Deus sobre isso...” e logo fui clamando a Deus pra me dar sabedoria e força pra saber como resolver os problemas pois ja fiz tanto isso, quando estava sozinha e não seria agora que tinha alguém aqui comigo (minha filha) que eu cederia às pressões.


Consegui um outro Uber, fui na loja e que surpresa o rapaz veio me atender ficou afastado por um momento longo tentando resolver a situação e me devolveu uma outra peça mais perfeita me explicando com uma educação fora do comum, o que poderia ter dado errado para que a peça não funcionasse.


A surpresa foi um bálsamo que me fez respirar mais fundo, e agradeci a Deus, por me prover com uma solução onde pude renovar minhas forças pelo que haveria de vir pela frente.


Assim é conosco quando colocamos Deus em Primeiro lugar na nossa vida... Errei quando saí de casa meio apressada e mesmo que tenha pensado em Deus para que me ajudasse, realmente não senti uma comunicação profunda como se sentisse a presença de Deus naquela hora. Era como se só pensasse... sem comunicar....


Quando eu falo com Deus, estou continuamente ligada com Ele, em pequenas e grandes coisas. Durante todo o tempo, assim como Ele nos ensina:

“Orai sem cessar.” ‭‭1Tessalonicenses‬ ‭5:17‬ ‭ARA‬‬

E não há como orar sem cessar se desligarmos dessa conexao com Deus. Devemos estar conectados diretamente com Ele em pensamento, ou em louvores, ou em leitura da palavra, ou com tudo isso junto.


E eu já aprendi, e converso com Ele nas mínimas coisas que acontecem no meu dia a dia. E esse foi um desses dias em que pude experimentar Ele fazer algo por mim, mas, Ele esperava o momento em que eu pedisse a Ele, pois Ele é um cavalheiro, e não invade nossas vidas sem a nossa permissão.


E foi assim que eu senti minhas forças renovadas e pronta pra mais um dia de luta, e, no final do dia eu pude dizer:


Até aqui nos ajudou o Senhor!


Boa noite


Marilza Loubach





26 visualizações2 comentários
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Marilza Loubach

SITIO INDAYASSU

ALTO JEQUITIBA - MG - 36976-000 - BRAZIL

CNPJ: 34156819000164

Para perguntas entre em contato com a autora

 marilzaloubach@gmail.com

Guarapari ES - Brasil

Inscreva-se para receber notícias e atualizações
de Marilza Loubach

© 2023 by Daniel Lunsford. Proudly created with Wix.com

0
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now