O Medo enfraquece suas defesas e o Pânico impede suas decisões.

Atualizado: Jul 15

Estes dias estão sendo de reforma em meu apartamento, e muita poeira e barulho. E isso acaba por abalar um pouco minha estrutura. E creio que isso não é só comigo.


Ao acordar depois de uma noite mal dormida novamente, Deus me coloca no meu coração os Samos 23. Tento em meus pensamentos dizê-los de cor (Creia que ja o citei de cor por varias vezes) mas com um intuito de expressar e sentir cada palavra ali como se Deus estivesse falando comigo pessoalmente.


Fui obrigada a pegar a Biblia e ler em voz alta e compreender cada versículo expresso e tentar entender como Davi sentia ao expressá-los.


Ha muitas pregações por aí citando esse Salmo, famoso, talvez até as pessoas conheçam-no todo, mas pode ser que muitas não o compreendam e sintam-no como uma ovelha. Ou como o pastor com seu cuidado ama cada uma das ovelhas que ali estao ao seu cuidado. Mas não é meu intuito trazer discussão sobre isso, e sim, expressar na minha sede de conhecer mais a Deus, o que estou aprendendo.


O primeiro verso ja me toca profundamente ao dizer que o Bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.


Como isso é forte.


Num artigo que li ao pesquisar sobre esse assunto, me chamou atenção sobre esse cuidado do pastor que se dispõe a morrer pela ovelha. E nele há uma explicação sobre as funcionalidades da vara e do cajado. Vejamos:

A vara – bordão, bastão – era uma espécie de pau grosso, resistente, compacto e pesado, de aproximadamente 60 centímetros a 1 metro de comprimento. Servia de apoio ou arma. O pastor utilizava a vara para proteger as ovelhas dos ataques dos lobos e outras feras, pois as ovelhas não têm meios próprios de defesa. As ovelhas são animais débeis, e presas fáceis para os predadores, portanto, são dependentes da proteção do pastor.
O cajado tinha aproximadamente 3 metros de comprimento e tinha a ponta curvada, como um gancho, que servia para impedir a queda das ovelhas à beira de barrancos e penhascos. Quando uma ovelha caia em um buraco, o cajado era utilizado para erguê-la, pois a ponta curva, em forma de gancho, se encaixava no peito da ovelha que era elevada de volta ao caminho.

Neste texto, o autor também diz que...

“As ovelhas não enxergam mais que 8 a 10 metros. Por isso o pastor sempre ia à frente com o cajado guiando-as por montanhas, vales, precipícios e penhascos, mantendo-as sempre no caminho seguro, evitando suas quedas ou afogamentos nas fortes correntezas.
E que a vara e cajado só podem fazer mal para lobos e feras. Nunca será possível ver um pastor usando um cajado ou vara contra uma ovelha.

Todos ja sabemos que Jesus é o Bom Pastor (João 10.11), e você pode encontrar todo o estudo sobre esse assunto no link a seguir: (I.M.Brandão Junior - teologo e diácono da Igreja Evangélica Assembléia de Deus).


Porém vou me ater somente ao que Deus colocou no meu coração hoje.


Davi cita no versiculo 4 o vale da sombra da morte, e na minha Bíblia de Estudo Petencostal faz uma referência me conectando ao livro de Jó 3:5, quando naquele momento Jó estava iniciando o seu processo de interpretação de toda a má sorte que acabava de vir sobre ele, quando perde os filhos, seus bens, animais, enfim, ele almaldiçoa o dia em que nasceu desejando que aquele dia pudesse ser mudado para trevas:

“Contaminem-no as trevas e a sombra da morte; habitem sobre ele nuvens; negros vapores do dia o espantem!” ‭‭Jó‬ ‭3:5‬ ‭ARC‬‬

Há muitos estudos abordando esse tema de Jó tentando entender e compreender o que havia acontecido sobre ele mas não é minha intenção adentrar para esse assunto.


O que quero trazer para o leitor e a importância de encarar de compreender que “EXISTE SIM TREVAS, SOMBRA DA MORTE” e que temos que aceitar o fato dessa compreensão da existência para podermos passar para a etapa seguinte.


A igreja precisa compreender como funciona o mundo espiritual, e só na leitura da Palavra de Deus é que aprendemos sobre isso. Não adianta ir a igreja e esperar só o pastor ficar ensinando e nunca procurarmos aprender também através da leitura, aliás, o apostolo Lucas nos ensinou que devemos conferir se tudo o que nos ensinam;

“Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.” ‭‭Atos‬ ‭17:11‬ ‭ARC‬‬

Mas enfim, onde quero chegar?


Que a Sombra da Morte sempre existiu, desde que Satanás foi posto abaixo (Ez. 28: 17-18) e a maldade veio a existir, ela existe.


Porém, finalizando, aquele que crê no Senhor Jesus de todo o coração, e lhe entrega a sua vida, tem a bênção de nao ter medo. De confiar nEle e contemplar a Salvação.

“Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda. Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor para todo o sempre.” ‭‭Salmos‬ ‭23:4-6‬ ‭ARA‬‬

Não devemos temer essa sombra da morte, que está pairando, aliás, eu já estou vendo pela fé, a nuvem ir-se embora, soprada pelo vento trazido por Deus, em resposta ao clamor da Sua Igreja.


Por isso, caros leitores, não temam! Não temam! Digo novamente, não temam!


Ontem escutei de um pastor respondendo às perguntas de seus membros quando deveriam se reunir, e este disse que não está na hora ainda, que é para aguardar as coisas se assentarem.


O que sinto é que devemos orar pelos pastores tambem para Deus os fortalecerem e lhes abrirem seus olhos dando-lhes discernimento de como devem se proceder.


Achei muito estranho como os pastores de igrejas estao se comportando diante dessas situações que para muitos são novas, mas se olharmos na Palavra de Deus, elas vieram por várias vezes na vida do povo de Deus, às vezes por provações, às vezes por desobediência, enfim, o que quero expor aqui é que nós como cristãos nao devemos nos esconder e deixar a situação tomar conta de nós. Pelo contrário, precisamos dominar a situação com a autoridade da Palavra de Deus e enfrentar o inimigo.


Nos Salmos 23 Davi expoe ali sua confiança total no poder de Deus que o guarda e o protege e até serve um banquete na presença dos inimigos dele. E isso não é conto de fadas não, caros leitores! Isso é a vida! É a presença de Deus em nós operando os milagres que vêm sobre aqueles que confiam nEle.


Há algo muito perigoso que está acontecendo também conosco como igrejas que irei abordar em um próximo Blog.

Cuidado pastores! Deus irá pedir conta das almas que foram embora quando seria o momento de vocês mostrarem como o servo fiel deve se comportar diante das dificuldades da vida lhes dando confiança na Palavra e mostrando o poder que há nelas.


A propósito, Alexandre Garcia em um de seus Vlogs, citou essa frase, e eu guardei. E é o que representa minha reflexão aqui hoje.


Bom dia!


Marilza Loubach







0 visualização

Marilza Loubach

SITIO INDAYASSU

ALTO JEQUITIBA - MG - 36976-000 - BRAZIL

CNPJ: 34156819000164

Para perguntas entre em contato com a autora

 marilzaloubach@gmail.com

Guarapari ES - Brasil

Inscreva-se para receber notícias e atualizações
de Marilza Loubach

© 2023 by Daniel Lunsford. Proudly created with Wix.com

0
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now